15 de setembro de 2016

Das partidas repentinas

Sempre gostei de barcos 
Tenho por referência meu pai
Gosto das histórias
Dos caricatos piratas
Das lendas das águas
Com a novela global atual, conheci o Gaiola, o tal do Encantado
E me encantei mais uma vez com o moço, personagem principal
Que em outra, itambém ia e vinha em um barco
Além de fazer parte da Novela Cordel que amei
Ai
Para completar meu gostar
Era do Circo
Era
Triste saber
Se foi o moço, nas águas do Velho Chico
Quem viveu sob as lonas
Deve ter intimidade com estrelas
Num mergulho
O fim do espetáculo de um Palhaço
Minha singela homenagem
Pena não é só de alegrias que se vive a vida

8 comentários:

  1. Pena mesmo! Linda tua homenagem. Ainda parece nem verdade ser ...Que triste perda essa! E daqui a pouco estaremos o vendo na novela ainda vivo e já nem mais aqui...Estranho, triste.bjs,chica

    ResponderExcluir
  2. Que homenagem linda Tina!
    Meus olhos encheram de lágrimas!!!

    Não sei explicar, mas tô tão triste, como se fosse alguém próximo, que fizesse parte do meu dia! E nem estava assistindo a novela :(

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Pena e que grande saudade deixa, uma tristeza sem fim abateu-se a todos até de quem não acompanha a novela

    ResponderExcluir
  4. Bela homenagem Tina.
    Tá difícil de acreditar!Eu assistia a novela só por causa dele.
    Boa noite. Beijinhos
    Amara

    ResponderExcluir
  5. Que lindo! Fiquei tão triste com essa história...
    É essa vida tão doida, tão linda, tirando a caneta da mão do autor...
    Beijos cotovia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que saudade de vc
      Pois é
      Bem isso amiga passarinha
      Sopro de painço
      Nariz de palhaço
      Paz e bem p vc

      Excluir