20 de junho de 2016

Oi e tchau

Agarradinho no outono o inverno
As folhas das Palmeiras
Dos populares adereços juninos
Por se manterem sempre verdes, tem o simbolismo da imortalidade
Mortal que é
Mortais que somos
E imortais também
Cada uma das estações do ano
Penso ser uma parábola de nós mesmos
“Ser como crianças para não esquecermos o valor do vento no rosto
E ser como velhos para que nunca tenhamos pressa"
Ser frio e calor
Fruto e flor
E enquanto o tempo não trouxer teu abacate
Amanhecerá tomate e anoitecerá mamão
O abacateiro sabe ao que estou me referindo
Gil também
Porque todo tamarindo tem o seu agosto azedo
Cedo, antes que o janeiro doce manga venha ser também
#axéamém

13 de junho de 2016

Fé, festa e puxadinho

Trio nordestino
Os mininos
Tonho
João
E Peu
Assim com intimidade
Pelo carinho
E ser tão sertão
Ser tão cultura popular
Quanto fé
Ser festa, artesanato
Culinária, decoração
Ideia para festejar
E para Toinho saudar
Simbora a semana encarar?
Com doçura, crenças, arte e candura 
Que é pra chance de ser porreta aumentar
Esse post é um puxadinho
Trouxe do meu perfil comercial
Div
@div.divulgaeproduz
Lá nas bandas do Instagram
Cris Couto no tar Facebook
Posso dizer inté dizer que é puxadinho daqui
Essa Div divulgações e produções de conteúdos
Que faz sob encomenda slogan, legendas
 Avulsos
Pacotes
Poemas sob encomenda
Texto para discurso
Descritivo de seu negócio
Homenagem
Para as redes sociais
Eventos sociais
Ou familiares
Íntimos
Valores e mais detalhes pelo email
divdivulgaeptoduz@gmail.com
Direct no Instagram
Bate papo do Face
Será um prazer atender, escrever, descrever
Traduzir fotos e fatos em palavras
Viva Santo Antônio
Partilhas
Poesias
Artesanias
O fazer por onde
Fazer acontecer
Ser
A cultura popular
O se expressar
O agradecer

12 de junho de 2016

Nós 6

Eu Pedrita, ele Bambam
Eu Margarida, ele Donald
Eu de Áries, ele de Escorpião
Ele me pedium namoro em 1990
Primeiro dia dos namorados em 1991
Noves fora
Nós 6
Eu e ele
Ele e eu
E nós dois
Tempo de dá colo
Tempo de decolar
O que há
O que é 
E o que será
Teatro Mágico traduz cantando
E vamos que vamos
#eleeeu

1 de junho de 2016

Eu junina

Todo Junho
Dias 13, 24, 29
Toinho, João
São Pedro
Toda chita, bandeirolas, fitas
O meu ser tão sertão
Milho assado e cozido
Canjica com bem canela
Pamonha
Amendoim, licor, quentão
Laranja de umbigo, descascada em espiral e cortada em duas bandas
Sanfona, triângulo, zabumba
Quadrilhas
Posso até não ir não para quermesses
Novenas, trezenas
Arrastapés
Mas tudim
Está em mim
Da cabeça aos pés
Junho seu lindo
Bem vindo