29 de junho de 2017

Eu, Cris Couto

Segue texto de uma publicação que acabei de fazer nas bandas do Face
Onde meu perfil é comercial
Cris Couto - Div
Para esclarecer
Para fazer o link dos meus escritos
E para fazer valer o valor do escrever
Lá vai:
Ai
Me perguntam
Porque vc não usa no Face o nome que usa no Blog ?
Tina Bau Couto
Meu Blog e Eu
Ou
Mulher tu é a Tina do Blog?
Falei por lá
Mandei por email
Mas aqui não tinha feito o link ainda
Momento respostas
Escolhi outro nome para uso comercial porque achei melhor distinguir uma coisa da outra
Uso coisas publicadas aqui lá e de lá cá
A pessoa se achando Pessoa com heterônimos rarara
E tem também o não ser obrigada a explicar, tipo porque sim
Porque sou dessas
Eis que
O que estou pensando, respondendo a pergunta do Face, é o motivo desse post
Foi assim
Um dia eu sem nem pensar em aqui estar e uma sem noção por aqui, a meus textos publicar
Como se fossem dela tá
Falando em ter o dom
Por mais de um ano isso
Textos na íntegra
Recebendo comentários, elogios, convite para publicar um livro
Uma denúncia anônima chegou a mim e ai
Deu-se um furdunço
Rodei a baiana e a espanhola
Perfil da pérfida excluído
Ela sumida na fumaça
E tudo que fiz, não desfez a apropriação indevida e tantas leituras e sei lá quantos compartilhamentos
Não desceu até hoje
E como já não bastasse, ontem, novo episódio
Resumindo
Uma pessoa que seguia o Blog, pegou um texto publicado lá, usou na página comercial de fotografias que tem aqui,
Entre aspas e com meu codinome do Blog no final,, vale pontuar
Mas, sem dizer a fonte, o nome do Blog que fosse
Ideal seria o link, ainda mais que houve corte do texto original
Eu podia autorizar se fosse consultada
Ou não
Por não querer o que escrevi vinculado as fotos em questão
Porque trabalho com isso e tem um custo
Enfim
Texto apagado
E aviso aqui estampado para fechar junho com esse standard
Apropriação indevida não
Quem vir meus textos por ai
Me conta
Ou de alguém conhecido, mesmo do tipo "desconhecido"
Pegar coisas que escrevi aqui ou lá no Blog necessita do crédito, nome certinho, fonte, marcação e autorização
Então, para os comentário repetidos que ouço:
"Mas são só palavras"
"Você nem gasta nada para fazer uma legenda"
"Num minuto vc escreve um texto"
"Você não devia publicar seus textos, porque as pessoas pegam mesmo"
Tá explicado
Obrigada
De nada

4 comentários:

  1. Puxa,que chato isso,né? Apropriar-se de textos é o fim da picada. Lembro bem o quanto rodaste a baiana da outra vez. Boa sorte e não deixa de escrever! Olho vivo e faro fino agora!bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. É Tina, coisas chatas que acontecem no mundo virtual. Beeem chatas!!!!!

    ABÇ
    JAN

    ResponderExcluir
  3. Desagradável e abusivo, Tina! Estou voltando, venho te visitar e deparo com este fato revoltante.Rode dez saias de baiana, amiga!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá Tina Flor!
    Muito chato isso e deixa a gente muito triste e sem ânimo para continuar nosso trabalho nas redes as vezes. Mas depois de todos estes anos que estou por aqui e no Face eu te digo que já até me acostumei a ver minhas fotos espalhadas por aí...sério! A primeira, a segunda e até a terceira vez eu fiquei uma "fera" e rodei a baiana como tu...mas depois de tantas cópias com e sem créditos eu comecei a não me irar mais. Penso agora em apenas fazer meu trabalho e mudar um tiquinho que seja a vida de alguém com um olhar diferente para as coisas. Ainda me importo, entende, com as cópias indevidas...mas entendo tb que estando no Google, elas são inevitáveis. No meu caso são fotos, imagens...no seu caso são suas palavras, seus sentimentos copiados e isso é muito chato e sem noção de quem faz. Acredito que vc teve uma péssima história com o facebook que te deixou assombrada e não querendo mais voltar por lá...mas dê tempo e pense em quantas pessoas gostariam de te ver e ler!
    Beijos e boa sorte na rede!!!! Bom...eu te vejo sempre por aqui e ali, hehehehehe!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir